Edição Especial Sobre Blender na Revista Espírito Livre

fevereiro 15, 2013 Deixe um comentário

Capa_Espirito_Livre_41

     A edição de número  #41 da revista “Espírito Livre” trouxe como destaque o Blender 3D.

Com várias entrevistas e artigos relacionados ao tema essa edição mostrou uma abordagem bem clara de como o uso desta ferramenta vem crescendo aqui no Brasil.

Curioso pra ler essa edição? Segue logo abaixo o link para download.

download-button-gif-preto-bolinha

Espero que tenham gostado e até o próximo post! ;]

Categorias:BLENDER, DIVERSOS

Use post-its pra organizar sua vida!

Quando se leva uma vida atribulada com muita coisa pra se lembrar (trabalho, faculdade, projetos…) não é bom confiar na memória, você vai acabar esquecendo de alguma coisa e isso é muito chato, principalmente quando seu esquecimento pode atrapalhar o andamento das atividades de seus conviventes.

Pensando nisso, procurei uma forma de organizar meus horários e atividades do dia. Comecei com o Handy Calendar, um aplicativo para celular onde você pode definir suas tarefas e marcar lembrete de hora e data, coisas do tipo… Não deu muito certo, meu celular está com um defeito e não colabora para o uso do aplicativo, sem contar que é chato você ficar digitando as tarefas naquele tecladinho… Optei então por um bloquinho de notas, mas também não funcionou. Às vezes eu deixava em casa ou anotava coisas desordenadamente, virou um caos…

Eu aprendi que não existe fórmula mágica para o uso desses organizadores, você tem que procurar o que se aplica melhor ao seu estilo de vida… A pergunta que me fiz foi: “Qual a “primeira” coisa que eu olho assim que acordo?” E a resposta foi: O computador. =D

Então resolvi migrar pro PC o modo como me organizo. Primeiro tentei com um programa de post-its para linux, o melhor que eu encontrei foi o K-notes. Eu gostei da modalidade de post-its pra me organizar, só havia um problema, eu tenho meu computador pessoal e tem o que eu uso no trabalho e não tem como eu migrar meus “bilhetinhos” de um computador para o outro.

Fui à caça de uma ferramenta que fazia a mesma coisa que o K-notes, só que online e encontrei o Lino It! http://linoit.com

Lino It

Estou nele há alguns minutos, não usei todas as funcionalidades e já percebi que deveria compartilhar. Tem todos os recursos que outros programas com o mesmo fim têm, e ainda um pouco mais! Um recurso que achei muito interessante, foi a possibilidade de criar vários canvas, assim você pode definir um canvas para cada grupo de atividades que você tenha, um para a faculdade, um para o trabalho… Tem também recursos multimídia (anexar imagens…), um calendário, etc…

Vou definir como página principal do meu navegador, assim, antes de digitar qualquer besteira na barra de endereços, eu vejo logo quais minhas atividades do dia. Agora só me resta testar e se eu não gostar eu venho aqui reprová-lo.

Abraços a todos.

Categorias:Sem categoria

Redirecionando STDOUT e STDERR da saída padrão para um arquivo de texto no Windows ou Linux

O Windows e o Linux possuem 3 streams de dados padrão

STDIN

Trata da entrada de dados padrão do sistema, geralmente é feita através da inserção de dados no console pelo usuário. 

STDOUT

Está relacionada com a saída padrão de dados padrão, que na maioria das vezes é mostrada no console também.

STDERR

É o stream padrão de erros, ou seja todos os erros são direcionados pra ele. O console também é o stream padrão de erros.

É possível redirecionar tanto o STDOUT como o STDERR para um arquivo de texto através de alguns comandos válidos tanto em Linux quanto em Windows.

Utilizaremos como exemplo o comando “dir filetroll.???” que irá mostrar uma mensagem na tela que pode ser dividida em duas partes (Em linux podemos utilizar o comando “ls filetroll.???” para resultados semelhantes).

STDOUT

O volume na unidade C é Acer O número de série do volume é 027D-3142

STDERR

Arquivo não encontrado

Apesar das duas partes formarem uma única  mensagem, elas são direcionadas para streams diferentes.

Redirecionando STDOUT para um arquivo

dir filetroll.??? > saida.txt

Redirecionando STDERR para um arquivo

dir filetroll.??? 2> erro.txt

Redirecionando STDOUT e STDERR ao mesmo tempo

dir filetroll.??? > saida.txt 2> erro.txt
Categorias:Tutorial Tags:, , , ,

Teclas de Atalho no Blender 3D

Após vários posts de guia de interface do Blender 3D, agora vamos mudar um pouco. A partir deste post vamos intercalar da seguinte forma: post guia de interface, post com dicas e post com tutorial de modelagem.

Agora pra começar vamos a um post com dicas, segue abaixo atalhos para as ferramentas básicas de seleção, navegação e transformação no Blender.

Tecla A: (Select/Deselect All) Seleciona objetos ou desfaz a seleção dos mesmo.

Tecla B: (Border Select) Cria uma área retangular que permite selecionar mais de um objeto, utilize a tecla B e mantenha pressionada a tecla Shift para a seleção dos objetos desejados. Se pressionado duas vezes torna o cursor esférico permitindo “pintar” a seleção nos objetos. A área do cursos pode ser alterada com as teclas + ou -.

Tecla Ctrl + LBM(Botão esquerdo do mouse): (Lasso Select) Cria um laço e permite selecionar os objeto a mão livre. Para a retirar a seleção de um objeto utilize a tecla CTRL em conjunto com SHIFT e crie um laço em volta do objeto que deseja retirar da seleção.

Teclas Shift +F4: (Data Select) Seleciona objetos pelo nome.

Tecla Alt + LMB: Rotation view.

Teclas Alt + Shift + LMB: Pan View.

Teclas Shift + Barra de Espaço: Maximiza o 3D view.

Teclas Shift + P: (Render Preview) Pré-vizualização do Render. Permite renderizar o 3D view ativo sem a utilização da câmera. Funciona somente no Object Mode.

Tecla Z: Alterna entre wireframe e Solid.

Teclas Shift + Z: Alterna entre wireframe e shaded.

Tecla G: (Grab) Move os objetos no 3D view.

Tecla S: (Scale) Altera a scala dos objetos no 3D view.

Tecla R: (Rotation) Rotaciona os objetos no 3D view.

Teclas Alt +G: Desfaz o movimento do objeto.

Teclas Alt + S: Desfaz a escala do objeto.

Teclas Alt + R: Desfaz a rotação do objeto.

Tecla E: (Extrude) Efetua extrusão nos objetos. Só funciona no Edit Mode.

Tecla F: (Make Egde/Face) Cria faces em seleções de 3 ou 4 vértices.

Tecla K: (Knife) Disponibiliza várias opções de corte.

Teclas Ctrl + R: (Face Loop Cut): Efetua divisões (cortes) em loop.

Teclas Ctrl + J: (Join) Une duas malhas em uma só.

Tecla P: (Separate) Divide uma malha em duas.

Tecla V: (Rip) Separa vértices e bordas soldadas.

Teclas Shift + P: (Push/Pull) Empurra e puxa vértices selecionados. Funciona no Edit Mode

Teclas Ctrl + P: (Make Parent) Tornar objetos em hierarquias, denominando-os “pai” e “filhos”.

Teclas Shift + E: (Crease Subsurf ou Egde sharpness) Cria vincos em segmentos selecionados.

Tecla W: (Menu specials) Disponibiliza várias opções úteis na modelagem.

Teclas Ctrl + E: (Edges Especials) Disponibiliza várias opções de seleção e manipulação de segmentos (Edge).

Teclas Ctrl + N: (Recalculate Normals Outside) Recalcula as normais para fora do objeto.

Tecla H: (Hide Selected) Oculta os objetos.

Teclas Alt + H: (Show Hidden) Revela objetos ocultos.

Teclas Alt + M: (Marge) Solda vértices selecionados.

Teclas Shift + D: (Duplicate) Duplica objetos.

Teclas Ctrl + M: (Mirror) Espelha os objetos.

Teclas Shift + S: (Snap) Permite interagir com o cursor 3D.

E essas são algumas teclas, você também pode encontrar mais teclas de atalho no blog Blender Total.

Bom, espero que tenham gostado e até o próximo post sobre Blender!

Autora:
Lais Farias, graduanda do curso de Bacharel em Sistemas de Informação na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Referências:
REINICKE,José Fernando. “Modelando Personagens com o Blender 3D”, Editora Novatec. Publicado em fevereiro de 2008 em São Paulo,SP.

Categorias:BLENDER, DIVERSOS, Tutorial

Para quem ficou triste que o google acabou com a brincadeira…

Todo mundo deve ter visto o “doodle” do google homenageando um tal de Les Paul, assim como o “doodle” do pacman, este da guitarrinha já deixou saudade …

 

aí um site que encontrei que salvou o aplicativo!

 

e segue aqui uma pequena lista de umas notinhas que você pode tocar 🙂
para tocar com o teclado basta clicar no icone do tecladinho…

  1. HINO DO MENGAO – 334352 35321 12164865 121648 8537 64266 5315 353123 334352 343531
  2.  “Otherside” (Red Hot) – 6 6 69 9 0986 6 5 5 86
  3. “Asa Branca” – 1235534 1235543 11235 54314 33223 2211
  4. “One” (Metallica) – 3-7-3-5, 1-7-1-5, 3-7-3-5, 1-7-1-5-8
  5. “In the End” (Linkin Park) – 2 6 6 4 3 3 3 342 6 6 4 3 3 3 342 6 6 4 3 3 3  342 6643
  6. “Run to the Hills” (Iron Maiden) – 0 009 990 889 778
  7.  “Star Wars” –  3 3 3 1 5 3 1 5 3 7 7 7 8
  8. “Parabéns pra você” – 5565 887 5565 998 5550 8876 4408 998
  9. Tema do Harry Potter – E Y I U Y P O U Y I U Y U E
  10. “Atirei o Pau no gato” – 543234555-65444-54333-11666-76555-435-435-4321111
  11. “Tema do Indiana Jones” – ERTI WER TYUP YU IOP
  12. “Brilha brilha estrelinha” – AAGGHHG FFDDSSA GGF DDS GGFFDDS AAGGHHG FFDDSSA
  13. “Garota de Ipanema” – 977699 777699 777699 777686 66657 555545
  14. “Cai cai Balão” – 5543 5543 565432 234 234 234 5654321
  15. “Simpsons” – 4-6-7-9-8-6-4-2-1-1-1-1
Divirta-se!

Categorias:DIVERSOS

Desvendando o Blender (Parte 3.4)

Criando Grupos

Neste post vamos detalhar mais a parte de grupos e para isso vamos criar dois grupos e adicionar objetos aos mesmos, sendo eles grupo dos cubos e esferas. Vamos para essa criação vamos utilizar as duas opções disponíveis, que são o meno e a tecla de atalho, então agora vamos… Mãos a obra!

O primeiro passo é criar vários cubos e após criados aciona-se o painel Object and Links, clica-se o botão Add to Group e escolhe-se a opção Add New, como nas imagens abaixo.


Agora determine que o nome desse grupo seja Cubos, depois de criado e nomeado selecione um dos cubos depois clique o botão Add to Group e escolha o grupo Cubos. Assim, o cubo selecionado fará parte do grupo Cubos. Repita o processo para o todos os cubos. Ressaltando que um objeto pode pertencer a vários grupos que estão listados no mesmo menu Object and Links, como você pode observar nas imagens abaixo.


Caso você queira que um dos objetos deixo de pertencer ao grupo é só selecionar o objeto e pressionar o ícone X, que se encontra localizado logo a direita do nome do grupo, pois assim ele deixará o grupo em questão. Para selecionar todos de um mesmo grupo, seleciona-se um dos objetos que pertencem ao grupo e pressiona-se as teclas SHIFT+G. No menu que aparecerá escolhe-se a opção Objects in Same Group, como mostra a imagem abaixo.

As outras opções no meno de seleção são as seguintes:

Children: Caso o objeto selecionado esteja em uma hierarquia, todos os seus filhos são selecionados. São selecionados os filhos de objeto ativo e os filhos de seus filhos. O objeto selecionado originalmente é removido de seleção.

Immediate Children: Essa opção é semelhando à opção Children, mas aqui apenas os filhos imediatos do objeto ativo são selecionados. O objeto selecionado originalmente também é removido da seleção.

Parent: Caso o objeto ativo esteja em uma hierarquia, seu pai na hierarquia é selecionado e o objeto originalmente selecionado é removido da seleção.

Siblings (Shared Parent): Essa opção seleciona os objetos que compartilham o mesmo objeto pai em uma hierarquia. Por exemplo, em uma extrutura em que temos três cubos, filhos de uma esfera em hierarquia. Selecionando um dos cubos e acionando essa opção, os outros dois cubos são selecionados já que todos compartilham a esfera como pai.

Objects of Same Type: São selecionados os objetos do mesmo tipo do objeto ativo. Por exemplo, ao selecionar uma esfera e acionar essa opção, todas as esferas serão selecionadas.

Objects on Shared Layers: Nessa opção, são selecionados os objetos que estão nas mesmas camadas do objeto selecionado, quando essa opção foi acionada.

Object Hooks: É selecionado o objeto que está agindo como gancho no objeto selecionado. Os ganchos são uma ferramenta de animação e serão abordados em detalhes em posts futuros.

Dica: Utilize o menu de seleção para gerenciar e manipular a seleção de objetos que estão em grupos ou hierarquia. Assim, pressionando as teclas SHIFT+G, você poderá manipular a seleção de múltiplos objetos de maneira rápida.

Outra alternativa para gerenciar e atribuir grupos a objetos é utilizar as teclas CTRL+G.
Agora vamos criar várias esferas e, logo após um grupo chamado Esferas. Depois de o grupo estivar pronto, selecione todas as esferas ou objetos que devem pertencer a ele é pressione as teclas CTRL+G que aparecerá um menu como mostra a imagem abaixo

Add to Existing Group: Com essa opção, os objetos selecionados são adicionados a um grupo já existente.

Add to Active Objects Groups: Os objetos selecionados são adicionados ao grupo em que está o objeto ativo. Por exemplo, se tivermos três objetos, de modo que um desses objetos pertence a um grupo chamado “Cubos”. Ao selecionarmos dois desses objetos e, por último, o objeto que pertence ao grupo “Cubos”, este será o objeo ativo. Acionando esta opção, os dois objetos selecionados inicialmente serão adicionados ao grupo “Cubos”.

Add to New Group: Nessa opção, um novo grupo é criado e os objetos selecionados são adicionados a este.

Remove from Group: Podemos remover os objetos selecionados de um grupo ao qual eles já façam parte.

Remove from all Groups: Podemos remover os objetos selecionados de todos os grupos em que estão inseridos.

Quando escolhemos a opção Add Existing Group um outro menu aparecerá mostrando todos os grupos que já existem, então optamos pela opção Esferas, e os objetos que havíamos selecionado serão adicionados. Uma outra opção é utilizando o Toolbox, selecionamos os objetos que desejamos, acionamos o Toolbox usando a tecla de atalho Barra de Espaço e podemos escolher qual grupo adicionar, como podem observar na imagem abaixo

Bom, espero que tenham gostado e até o próximo post sobre Blender!

Autora:
Lais Farias, graduanda do curso de Bacharel em Sistemas de Informação na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Referências:
BRITO,Alan.Blender 3D: Guia do Usuário”, 3ª EDIÇÂO. Editora Novatec. Publicado em outubro de 2008 em São Paulo,SP.

Categorias:BLENDER, DIVERSOS, Tutorial

Dia da Toalha: A Origem…

Bom… Hoje nada mais é do que o dia da toalha… Eeee… \o/
Mas, o que é o dia da toalha? como surgiu? É em homenagem a quem???
Se você está perdido com a tag que está nos TT’s mundiais #DiaDaToalha, esse post vai te ajudar a entender mais sobre o porque de tanta excitação!

O dia da toalha é comemorado hoje, dia 25 de maio, como uma homenagem dos fãs ao autor da série de livros O Guia do Mochileiro das Galáxias, Douglas Adams. Essa saga de 5 livros conta a história de Arthur Dent e seus amigos em aventuras pela galáxia e também pelo tempo. Na história, um detalhe que chama atenção é a importância da toalha para os “viagantes da galaxia” nas inúmeras situações.

A primeira comemoração foi em 25 de maio de 2001 (14 dias após a morte do escritor), e a toalha foi o objeto símbolo para esta homenagem devido o próprio escritor ter dedicado uma página inteira falando sobre a toalha e a sua importância para os mochileiros das galáxias. Pensaram em mudar a data para 42 dias após o falecimento de Douglas Adams, porque um outro detalhe de sua saga era que a resposta para questão fundamental da vida, universo e tudo mais, era esse número; mas no fim ficou sendo no dia 25 mesmo.

E assim comemora-se de várias formas, usando a toalha como capa, tubante ou até mesmo como um vestido, como a nossa integrante do blog, a Lais.

Hoje também é considerado o dia do orgulho nerd ou geek, como alguns preferem. A data de dia 25 de maio foi escolhida devido a comemoração da primeira exibição do primeiro filme da série Star Wars, em 1977. A primeira comemoração foi na espanha em 2006 através da internet e a maior concentração de nerds expressando seu orgulho de ser foi em Madrid, com a presença de 300 nerds, isso mesmo trezentos!

O dia do orgulho nerd, chegou na América em 2008, onde foi divulgado por vários blogueiros, unidos também pelo lançamento do site GeekPrideDay.

Desejamos a todos um feliz dia da toalha!!! \o/
Segue logo abaixo a nossa parte na comemoração, membros com suas toalhas!!! >.<

Categorias:DIVERSOS, EVENTOS EM TI